Mosteiro Budista Tibetano Sakya Tsarpa Thupten Dekyid Öedbar Ling

A Família Khön

A atual família Khön é conhecida por três nomes especiais. Como seus antecessores teriam sido deuses do Reino da Clara Luz, que desceram ao reino humano, a família ficou conhecida como Lharig ou Família Celestial.

E então, por terem dominado os demônios rakshas, eles foram chamados de puros Khön gyi dung ou Família dos Conquistadores.

Finalmente, pelo fato de terem fundado a tradição Sakya, eles são chamados de Linhagem Sakyapa.

Essa família divina teria surgido há mais de cem mil anos. Daquele tempo até o presente, em uma linhagem direta, vários herdeiros da linhagem foram mestres famosos, incluindo os cinco grandes fundadores da tradição Sakya. Em tempos mais recentes, com a construção de um de seus palácios próximo ao Altar Turquesa de Tara, no Mosteiro Sakya, no Tibete, eles se tornaram conhecidos como Drölma P'hodrang ou Linhagem do Palácio de Tara.

O chefe anterior da linhagem de Sakya Drölma P'hodrang era Dorjechang Ngawang Künga Rinchen. Sua esposa era Sönam Drölkar, irmã de um famoso ministro do governo tibetano, cujo nome de família era Bönshö.

Dorjechang Ngawang Künga Rinchen e Sönam Drölkar tiveram dois filhos e duas filhas. A mais velha, S.E. Jetsün Kushok Chimey Luding, vive atualmente em Vancouver, no Canadá. Depois, nasceram um filho e uma filha, que faleceram quando crianças. O filho mais novo é o atual Sakya Trizin, Ngawang Künga, que foi reconhecido como tülku (renascimento) de Apong Tertön Orgyen Trinle Lingpa — um grande lama da tradição Nyingma. Apong Tertön revelou um importante tesouro de Tara Vermelha, que se tornou uma das principais práticas de S.E. Chagdud Tülku Rinpoche (1930-2002).


Sua Santidade o 41° Sakya Trizin, Ngawang Künga

S.S. Sakya Trizin nasceu no décimo sexto rabjung, no ano do pássaro de madeira, no primeiro dia do oitavo mês, em 7 de setembro de 1945. Ele nasceu no palácio Sakya, em Tsedong. Imediatamente após o seu nascimento, foram realizados intensos rituais para ampliar a sua sabedoria, inclusive imprimindo a sílaba-semente Dhi em sua língua. Ocorreram vários sinais auspiciosos. No dia do seu nascimento, foi oferecido ao palácio, bem como à estátua do Guru Padmasambhava, o leite tirado de cem dris (iaques fêmeas).

Quando criança, seu nome era Ayu Vajra. Mais tarde, ao receber de seu pai, Dorjechang Ngawang Künga Rinchen, a primeira iniciação importante, das nove deidades de Amitayus, seu nome passou a ser o atual, Ngawang Künga Thegchen Palbar Trinle Samp'hel Wanggi Gyalpo.

Em 1946, houve uma grande celebração pelo seu primeiro aniversário, em Tsedong Labrang. No ano seguinte, depois que ele retornou com sua família para o principal Mosteiro Sakya, o seu aniversário foi extensamente celebrado. Aos 4 anos de idade, recebeu de seu pai a mais importante iniciação de Vajrakilaya, nos seus aspectos pacífico e irado, bem como muitos outros ensinamentos profundos.

Sakya Trizin perdeu seus pais muito cedo. Sua mãe faleceu em 1948, quando ele tinha apenas 3 anos. Dois anos depois, seu pai também faleceu, assim como sua irmã mais velha, Ayang.

Foi muitíssimo bem cuidado por sua bondosa tia por parte de mãe, Trinle Paljor Zangpo, que, no ano do falecimento de seu pai, indicou Genp'hel Pönlop Künga Gyaltsen como seu primeiro tutor.

De seu tutor, aprendeu os fundamentos da leitura e escrita tibetana, bem como a memorização e recitação das orações básicas. Do seu tutor júnior, Künga Tsewang, ele aprendeu o canto, a música, o ritual de dança, os mudras e outras matérias. Seus tutores o ensinaram, em detalhes, a executar todos os rituais e orações das tradições dos dois Mosteiros Sakya: o do Norte e o do Sul. Após completar esses estudos, foi realizada uma grande celebração, na qual Sakya Trizin entrou, oficialmente, para os dois Mosteiros, Mahayana e Vajrayana, a fim de executar as cerimônias tradicionais Sakya.

Após estudar nos Mosteiros Sakya, foi receber ensinamentos no Mosteiro Ngor Ewam. Lá, aos 5 anos de idade, recebeu o Lamdre e outros ensinamentos profundos, concedidos pelo seu lama raiz, o grande abade da tradição Ngor, Dorjechang Ngawang Lodrö Zhenpen Nyingpo.

Em 1951, ele fez uma peregrinação a Lhasa. Lá, aos 6 anos de idade, foi designado como Sakya Trizin — detentor do trono da tradição Sakya — por S.S. o Dalai Lama. No ano seguinte, foi executada uma cerimônia preliminar de entronização, na qual ele aceitou oficialmente as funções do cargo de Sakya Trizin.

Apesar de muito jovem, ele era extremamente inteligente e habilidoso ao executar os rituais e as tarefas de seu cargo. Aos 7 anos de idade, foi submetido a extensivos exames orais dos ensinamentos do Hevajra Tantra no Mosteiro Sakya. Então, seu lama raiz, no Mosteiro Ngor, concedeu a S.S. Sakya Trizin os ensinamentos do Lamdre comum e incomum. Nesse período, S.S. Sakya Trizin iniciou os principais estudos intensivos da tradição Sakya. Nesse mesmo ano, ele assistiu à entronização do Panchen Lama em Shigatse, no Tibete.

Em 1953, seu lama raiz demonstrou sua intenção de entrar em Mahaparinirvana, de forma que pudesse beneficiar outros seres. Naquele ano, com 8 anos, S.S. Sakya Trizin executou pela primeira vez a iniciação de longevidade de Amitayus, no Mosteiro Ngor, e entrou no seu primeiro retiro de meditação Sakya, de Hevajra.

No ano seguinte, S.S. Sakya Trizin recebeu de Ngawang Renzin Nyingpo, regente do abade da tradição Ngor, a iniciação e a transmissão oral da Coletânea de Todas as Sadhanas.

Do Lama Ngawang Lodrö Rinpoche, recebeu as iniciações e os ensinamentos orais profundos, das três deidades vermelhas e dos dois principais protetores da tradição Sakya. Ele também presidiu o elaborado ritual de Vajrakilaya, no principal Mosteiro Sakya.

Aos 10 anos de idade, fez uma peregrinação a Lhasa, onde recebeu ensinamentos de S.S. Dalai Lama no Palácio Potala. Lá, na presença de grande audiência, deu extensas explicações sobre o oferecimento de mandala, o que levou a exaltação de sua sabedoria por todo o Tibete.

No ano seguinte, em 1956, S.S. Sakya Trizin fez uma peregrinação à Índia. Dorjechang Jamyang Khyentse Chökyi Lodrö concedeu-lhe várias iniciações e ensinamentos tântricos conforme a tradição Sakya, bem como ensinamentos e iniciações da Grande Perfeição (Dzogchen) da tradição Nyingma.

Em 1957, recebeu o Lamdre novamente, desta vez do grande abade Dorjechang Jampal Zangpo, segundo a tradição da transmissão da Linhagem Khön.

Em 1958, foi realizado o ritual preparatório que precede sua entronização como o Sakya Trizin. Nesse ano, ele também executou a benção das pílulas de longevidade (dutsi) e os rituais de deidades locais, bem como, o ritual extenso de Vajrakilaya.

Em 1959, com 14 anos, foi formalmente entronizado como o Sakya Trizin, iniciando com um ritual de Mahakala de sete dias, seguido por elaboradas cerimônias de entronização, de três dias de duração.

Compareceram muitos representantes de S.S. o Dalai Lama e do governo tibetano. Nessa ocasião, ele concedeu os ensinamentos A Iluminação da Intenção dos Sábios para uma extensa congregação de monges e conferiu honras aos convidados e seguidores leigos. Naquele ano, mais tarde, devido à ocupação comunista do Tibete, foi necessária a sua mudança para a Índia. No ano seguinte, S.S. Sakya Trizin fundou o Mosteiro Ghum em Darjeeling e iniciou sua tarefa de reunir a sangha.

Por diversas ocasiões, tanto no Tibete como na Índia, S.S. Sakya Trizin recebeu ensinamentos filosóficos extensos de lógica (Pramana), metafísica (Abhidharma), perfeição da sabedoria (Prajna Paramita) e do Esclarecimento dos Três Votos, de grandes eruditos como o abade Dosep Thupten, Sejong Appey e Tritso Rinchen. Recebeu de Sejong Khenpo Appey uma explicação minuciosa e detalhada do Hevajra Tantra e vários ensinamentos relacionados.

De um dos quatro abades da tradição Ngor, P'hende Khen Rinpoche, que também era um dos gurus raiz de S.S. Sakya Trizin, recebeu a iniciação e ensinamentos de Yamantaka na tradição de Ra Lotsawa, bem como a compilação dos escritos de Ngorchen Khönchog Lhündrup.

Em 1962, com 17 anos, S.S. Sakya Trizin conferiu sua primeira iniciação de Hevajra em Kalimpong. Nesse mesmo ano, estabeleceu relações com o primeiro ministro da Índia, Nehru.

Em 1963, S.S. Sakya Trizin mudou-se para Mussoorie, Uttar Pradesh, onde residiu por vários anos. Em 1964, assumiu a tarefa de restabelecer o trono principal da tradição Sakya em Rajpur, Uttar Pradesh. Em 1965, a congregação dos monges Sakya estabeleceu-se no novo Sakya Center em Rajpur, onde S.S. Sakya Trizin continuou a conceder muitos ensinamentos.

Aos 22 anos de idade, S.S. Sakya Trizin concedeu pela primeira vez, em Sarnath, os ensinamentos de Lamdre Tsokshe (comum). No ano seguinte, para beneficiar os seguidores leigos da tradição Sakya, fundou a Instituição Tibetana em Puruwala, Himachal Pradesh, que em 1969 foi formalmente oficializada.

Durante os anos de 1971 e 1972, S.S. Sakya Trizin recebeu as iniciações da Compilação de Todos os Tantras de S.E. Chogye Trichen Rinpoche e de Ngawang Khyenrab Lekshe Gyatso. Em agosto de 1971, consagrou o novo templo no Sakya Center em Rajpur.

Para preservar a tradição da linhagem da família Khön, em 1974, S.S. Sakya Trizin casou-se com Dagmo Kusho Tashi Lhaki, a filha do ministro do rei de Derge. Aquele ano foi iluminado pelo auspicioso nascimento de seu primogênito, Ratna Vajra Rinpoche.

Antes do seu nascimento, S.S. Sakya Trizin fez sua primeira viagem de ensinamentos na Europa, na América e na Ásia.

Em 1975, S.S. Sakya Trizin fez uma peregrinação ao Nepal. Ao retornar, sua tia por parte de mãe, que o criou desde criança, faleceu. Mais tarde, nesse mesmo ano, deu seu segundo ensinamento de Lamdre Tsokshe no Sakya Center em Rajpur.

Em 1976, S.S. Sakya Trizin viajou para Darjeeling e para a Índia Oriental, ministrando ensinamentos. Por solicitação de S.E. Luding Khenchen Rinpoche, ensinou a Coletânea de Todas as Sadhanas no Mosteiro Matho no Ladakh, e depois viajou para Mysore, dando ensinamentos adicionais. Em 1977, deu ensinamentos por toda a Ásia, Europa e EUA.

Em 1978, recebeu uma transmissão oral, completa, da compilação dos trabalhos dos Cinco Grandes Fundadores da tradição Sakya, e então, a coletânea dos Trabalhos Tântricos do onisciente professor Gorampa de Deshung Rinpoche. No caminho de volta à Índia, S.S. Sakya Trizin deu ensinamentos na Europa e na Ásia. No ano seguinte, em 1979, nasceu, Gyana Vajra, seu filho mais novo.

Em 1980, S.S. Sakya Trizin executou a cerimônia de abertura do principal Mosteiro Sakya, Thubten Namgyal Ling, em Puruwala, Himachal Pradesh, e pela primeira vez concedeu os ensinamentos do Lamdre Lobshe (incomum).

Em 1982, S.S. o Dalai Lama fez uma visita oficial ao principal Mosteiro Sakya e concedeu muitos ensinamentos.

De S.E. Chogye Trizin Rinpoche, S.S. Sakya Trizin recebeu o Lamdre incomum da tradição Tsarpa e o Lamdre da tradição Jonang das cem interpretações.

No ano seguinte, S.S. Sakya Trizin executou uma cerimônia especial de longevidade em homenagem a S.S. o Dalai Lama em Dharamsala.

Em 1984, S.S. Sakya Trizin viajou novamente ao sudeste da Ásia e à Europa para dar ensinamentos. No Sakya Tsechen Ling, na França, deu pela segunda vez o Lamdre Lobshe. No ano seguinte, foi a Kathmandu para consagrar o Templo de Maitreya no mosteiro de S.E. Chogye Trichen Rinpoche, e concedeu muitos ensinamentos.

Em 1986, pela terceira vez, S.S. Sakya Trizin deu o Lamdre Tsokshe no Sakya College em Rajpur, para uma congregação de monges e para muitos discípulos estrangeiros.

Em 1988, atendendo ao pedido de S.E. Luding Khenchen Rinpoche, S.S. Sakya Trizin consagrou o recém terminado Mosteiro Ngor e presidiu as cerimônias de abertura. Lá permaneceu por vários meses para conceder mais de trinta importantes iniciações da tradição Sakya. Mais tarde, viajou novamente para o Sudeste da Ásia, dando ensinamentos em muitos centros e continuou a viagem até a Austrália, onde concedeu o Lamdre Tsogshe pela quarta vez. No ano seguinte, atendendo aos pedidos de muitos alunos seus da Europa, dos EUA e do Canadá, viajou para os centros de Dharma Sakya em cada um dos países, dando ensinamentos extensos.


S.S. Sakya Trizin primeiro recebeu, de muitos professores, todos os ensinamentos profundos da tradição Sakya e muitos outros ensinamentos e transmissões de outras linhagens do budismo tibetano, para então transmitir esses ensinamentos aos seus monges e seguidores por todo o mundo. Desde 1953, com 8 anos de idade, até o presente, S.S. Sakya Trizin cumpriu inumeráveis retiros, maiores e menores, inclusive os retiros extensos Hevajra, Vajrakilaya e Mahavairochana, bem como retiros curtos de todas as deidades maiores e menores da tradição Sakya.

Para beneficiar a todos os que desejam estudar os ensinamentos de Buda, S.S. Sakya Trizin girou a roda do Dharma por todo o mundo, tanto no Oriente quanto no Ocidente. Ele tem dado ensinamentos na Índia, na América, no Canadá, na Inglaterra, na França, na Itália, na Alemanha, na Áustria, na Suécia, na Suíça, na Holanda, na Malásia, na Indonésia, em Singapura, no Japão, na Tailândia, na Austrália e no Nepal, em muitas ocasiões.

A fim de promover uma educação elevada e um treinamento filosófico extenso, bem como para manter vivas as transmissões dos ensinamentos e comentários da tradição Sakya, S.S. Sakya Trizin fundou o Sakya College em Rajpur. Designou como decano Khenchen Appey Rinpoche, que concluiu a construção do Sakya College e organizou o programa educacional.

Lá, monges de diversos mosteiros recebem o aprendizado de alta qualidade no tantra, no sutra e em outras matérias comuns. Depois da graduação retornam a seus mosteiros para servir como instrutores, ou são designados para ocuparem posições de responsabilidade na tradição Sakya.

Através do Sakya College, S.S. Sakya Trizin tem revitalizado as duas tradições do budismo tibetano, do sutra e do tantra, e tem garantido a continuidade de uma nova geração de professores bem preparados.

S.S. Sakya Trizin tem beneficiado a comunidade tibetana laica através das suas instituições e suporte às comunidades tibetanas, concedendo ensinamentos e dando conselhos muito respeitados.

Assim, para preservar a linhagem direta e a tradição da família Khön, ele tem assegurado que seus dois filhos recebam uma educação extensa no Buddhadharma.

Enfim, S.S. Sakya Trizin mantém as doutrinas budistas em sua integridade e particularmente a linhagem da tradição Sakya.


A Família Sagrada conhecida por três nomes,
os primeiros descendentes e a linhagem dos Sakya Trizins

Lharig, a Família Celestial

1. Ciring
2. Yuse
3. Yuring
4. Masang Cije
5. Togsa Pawo Tag
6. Tagpo Ochen
7. Yapang Kye

A Família Khön

8. Khön Bar Kye
9. Khön Jekündag
10. Khön Lu'i Wangpo Sungwa
11. Khön Dorje Rinchen
12. Sherab Yönten
13. Khön Yönten Jungne
14. Khön Tsugtor Sherab
15. Khön Gekyab
16. Khön Getong
17. Khön Balpo
18. Khön Shakya Lodrö
19. Sherab Tsültrim

A Linhagem Sakya

20. 1º Sakya Trizn, Khön Könchog Gyalpo
21. 2º Sakya Trizin, Bari Lotsawa Rinchen Drag (1103-1111)
22. 3º Sakya Trizin, Sachen Künga Nyingpo (1092-1158)
12. 4º Sakya Trizin, Lopön Sönam Tsemo (1142-1182)
13. 5º Sakya Trizin, Jetsün P'hagpa Gyaltsen (1147-1216)
14. 6º Sakya Trizin, Sakya Pandita Künga Gyaltsen (1182-1251)
15. 7º Sakya Trizin, Chögyal P'hagpa Lodrö Gyaltsen (1235-1280)
16. 8º Sakya Trizin, Rinchen Gyaltsen
17. 9º Sakya Trizin, Dharmapala Rakshita
18. 10º Sakya Trizin, Sharpa Jamyang Chenpo
19. 11º Sakya Trizin, Zangpo Pal
20. 12º Sakya Trizin, Khetsün Namkha Legpa, do Shitog Lhadrang
21. 13º Sakya Trizin, Jamyang Donyo Gyaltsen, do Rinchen Gang Lhadrang
22. 14º Sakya Trizin, Lama Dampa Sönam Gyaltsen (1312-1375), do Rinchen Gang Lhadrang
23. 15º Sakya Trizin, Tawen Lodrö Gyaltsen, do Lhakang Lhadrang
24. 16º Sakya Trizin, Tawen Künga Rinchen, do Shitog Lhadrang
25. 17º Sakya Trizin, Kushri Lodrö Gyaltsen, do Shitog Lhadrang
26. 18º Sakya Trizin, Jamyang Namkha Gyaltsen, do Rinchen Gang Lhadrang
27. 19º Sakya Trizin, Künga Wangchuk, do Shitog Lhadrang
28. 20º Sakya Trizin, Jagar Sherab Gyaltsen, do Rinchen Gang Lhadrang
29. 21º Sakya Trizin, Dagchen Lodrö Gyaltsen, do Rinchen Gang Lhadrang
30. 22º Sakya Trizin, Sakya Lotsawa Künga Sönam, do Ducho Lhadrang
31. 23º Sakya Trizin, Ngakchang Künga Rinchen (1517-1584)
32. 24º Sakya Trizin, Jamyang Sönam Wangpo (1559-1621)
33. 25º Sakya Trizin, Dhagpa Lodrö (1563-1617)
34. 26º Sakya Trizin, Künga Wangyal
35. 27º Sakya Trizin, Ngawang Künga Sönam Jamgön Ameshab (1597-1659)
36. 28º Sakya Trizin, Sönam Wangchuk
37. 29º Sakya Trizin, Künga Tashi (1656-1711)
38. 30º Sakya Trizin, Sönam Rinchen (1705-1741)
39. 31º Sakya Trizin, Sachen Künga Lodrö (1729-1783)
40. 32º Sakya Trizin, Jamgön Wangdu Nyingpo
41. 33º Sakya Trizin, Pema Dudül Wangchuk (1792-1853), do Drölma P'hodrang
42. 34º Sakya Trizin, Dorje Rinchen, do P'hüntsok P'hodrang
43. 35º Sakya Trizin, Tashi Rinchen (1823-1865), do Drölma P'hodrang
44. 36º Sakya Trizin, Künga Sönam, do P'hüntsok P'hodrang
45. 37º Sakya Trizin, Künga Nyingpo, do Drölma P'hodrang
46. 38º Sakya Trizin, Dzamling Chegu Wangchuk, do P'hüntsok P'hodrang
47. 39º Sakya Trizin, Dragshül Thrinle Rinchen (1871-1936), do Drölma P'hodrang
48. 40º Sakya Trizin, Ngawang Thutob Wangchuk, do P'hüntsok P'hodrang
49. 41º Sakya Trizin, Ngawang Künga (nascido em 1945), do Drölma P'hodrang


Home | Quem Somos | Sakya | Biografias | Ensinamentos | IBA | Lamas | Atividades | Endereços

Rodovia Vereador José de Moraes, Km 6 - Sítio São Roque - Centro - Cabreúva - SP - Cx.Postal 41
CEP.: 13315.970 - Telefone: (11) 4528-1737 - E-mail: sakya@sakyabrasil.org